Tríptico ao senhor K.O., ilustre jurisconsulto

Fernando CamposBy Fernando Campos 2 anos agoNo Comments
Home  /  Fernando Campos  /  Tríptico ao senhor K.O., ilustre jurisconsulto

 

noticias7161

 

1. Das ilações:
No emaranhado do que dizias,
entrei de permeio, respondi às perguntas, 
indaguei por meu turno e, ao final,
deduzi que as pernas da improvável sereia 
são mais belas e verdadeiras
que tuas verdades profundas.

2.Do convite ao vinho:
No amontoado de quanto acusas,
defendes,
sei de um desejo oculto. Permanecem,
ainda escusas, tuas verdades sublimes.
No tabuleiro social que me vendes
— do peão ao rei, à rainha,
do bispo ao douto orador
e
de volta ao humilde súdito –,
todos querem ter proveito:
festas, banquetes, libações de vinho,
lançar-se à vida, obter lucro,
gozar
gozar
gozar
porque no fundo é o que todos querem.

3. Das frases inocentes:
No intrincado de teu discurso
revestido de lógica perfeita
inocentes frases não são frases inocentes.
Pretendem antes esconder que revelar.
Por isso, amigo, preclaro jurisconsulto,
excelência parda de colorido extremo:
enquanto, em arco-íris, se exibe a ave,
o glamuroso pavão sob o sol intenso
— oh cauda de galas e ademanes , belo rabo,
plumas de brilho comovente –,
é nas asas que se tecem voos,
nos feios pés
que se elaboram fugas, ardis
e atos deletérios.

 

 

.

Category:
  Fernando Campos
Fernando Campos
Sobre

 Fernando Campos

  (16 poemas no Verso Aberto)

Fernando Campos é poeta mineiro de Bom Jesus do Galho e reside na vizinha cidade de Caratinga, desde 1984. É formado em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caratinga – FAFIC, onde também fez seu curso de pós-graduação em Língua Portuguesa. É casado, pai de dois filhos, e leciona na rede pública estadual, tendo trabalhado também em várias instituições de ensino particulares. É autor do livro “Insolvência – fragmentos de amor e morte e um esboço de despedida” (2015, Ed. Caratinga), entre outras obras ainda inéditas.