TRANSMUTAÇÃO

Nathan SouzaBy Nathan Souza 9 meses agoNo Comments
Home  /  Nathan Souza  /  TRANSMUTAÇÃO

Esta praça, este banco

de arquitetura contemporânea

 

este canteiro de rosas

que proíbe o toque

de meus pés

 

esta iluminação

de neon

formando corações

 

tudo isso

(um dia)

não passará

de arte transmutada,

de ausências ou de sonhos

 

e quando este dia chegar

uma eventual chuva

poderá estar caindo

aqui,

neste banco,

nesta praça,

 

aqui

onde nós

– os encantados – 

poderemos

– casualmente –

também estar caindo

dos olhos de alguém

 

aqui

neste banco

nesta praça

 

 

 

Category:
  Nathan Souza
Nathan Souza

Nathan Souza é poeta piauiense e esteve entre finalistas ao Prêmio Jabuti de 2015, além de ter recebido vários prêmios e indicações. Já publicou seis livros: “O Percurso das Horas” (2012), “No Limiar do Absurdo” (2013), “Sobre a Transcendência do Silêncio” (2014), “Um Esboço de Nudez” (2014), “Mosteiros” (2015), “Nenhum Aceno Será Esquecido” (2015) e “Dois Olhos Sobre a Louça Branca” (2016).