RECEITA POÉTICA

ConvidadosBy Convidados 3 meses agoNo Comments
Home  /  Matheus Arcaro  /  RECEITA POÉTICA

Pra fazer poesia,

é preciso mastigar a palavra

e sorrir com as sílabas

entre os dentes ensanguentados.

 

É preciso lambuzar a palavra de silêncios

e saltar com ela a tiracolo

do precipício mais alto de dentro de si.

 

Pra fazer poesia,

é preciso prostituir a palavra

a ponto de canonizá-la.

Segurar a palavra pelo rabo e,

assim que ela gritar grosso,

soltá-la no vácuo da lógica.

 

É preciso furar as palavras

até que se derramem os sentidos.

Todos, um a um: esturricados.

 

E, na poesia, só ficam as palavras

teimosas. As palavras com recheio.

As palavras com o gosto vermelho da vida.

 

 

 

.

Category:
  Matheus Arcaro