Quid genitu

Fernando CamposBy Fernando Campos 6 meses agoNo Comments
Home  /  Fernando Campos  /  Quid genitu
IMG-20161223-WA0042a

IMG-20161226-WA0002

Insigne

o poeta

de maio

de âmbar
insólito

seus olhos

bólides

espelhados

aguardam

que passe

que sangre

de si

para si

o ato

do ofício

profícuo

em vésperas

e carnavais

 

 

Estróbilo

seu estro

quidgenitu

quid quantum

quid facto

conforme

encetado
fadado

ao vagido

num vasto

possível

por esperar

 

O poeta

sui generis

de fisgas

certeiras

acerta

o vespeiro

de latas

concretas

e condensados

morais

 

E a nata

compacta

inteira

se agita

ao brilho

mortiço

no lago

de engasgos

de flores

e frutos

quejandos

e estrelas

descomunais

 

 

 

Category:
  Fernando Campos
Fernando Campos
Sobre

 Fernando Campos

  (14 poemas no Verso Aberto)

Fernando Campos é poeta mineiro de Bom Jesus do Galho e reside na vizinha cidade de Caratinga, desde 1984. É formado em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caratinga – FAFIC, onde também fez seu curso de pós-graduação em Língua Portuguesa. É casado, pai de dois filhos, e leciona na rede pública estadual, tendo trabalhado também em várias instituições de ensino particulares. É autor do livro “Insolvência – fragmentos de amor e morte e um esboço de despedida” (2015, Ed. Caratinga), entre outras obras ainda inéditas.