o poeta do teatro

Verso AbertoBy Verso Aberto 8 meses agoNo Comments
Home  /  estreia  /  o poeta do teatro
images

581176_293843020749936_1743668411_nO time do Verso Aberto ganha hoje novo integrante. É Lucas Arantes, escritor e jornalista de Ribeirão Preto/SP. Ele tem uma intensa e inquietante produção. O último livro de poemas – “Menos” – foi lançado este ano pela Editora Coruja. É fundador do “Espaço A Coisa”, epicentro cultural da cidade. É autor também de “Sonidos, Documentos Inúteis, Poemas na Mesa Posta ou o Clã do Urso da Floresta” (2007), pela editora Deriva, de Porto Alegre.

Publicou o romance “O Outro Estranho” (2009), e do drama “Suspensão” (2009), que teve versão para o teatro. Em 2010, escreveu o espetáculo “Ar Vazio”, para a Cia. Inerente, de São Paulo. Em 2011 realizou o primeiro trabalho de direção no espetáculo “Perdido”, também escrito por ele e, a convite das Satyrianas, escreveu a peça “Desvio”, que ocorreu dentro de um carro durante evento na Praça Roosevelt, em São Paulo. Em dezembro de 2011 estreou o seu espetáculo “A.B.Ismo”, encenado pela Cia. Cebrat. Em 2012 foi a vez do espetáculo “InFausto”, levado ao palco pelas companhias Engasga Gato e Cornucópia, além de “Edifício London”, encenada pela Companhia Os Satyros, de São Paulo.

 

mama-doorway

A Garota dos Estudantes

 

Garota, de 19 anos, invade uma república em um apartamento

junto com um outro amigo, amigo dos amigos da república

entram e ficam na sala vendo Lost, o seriado, o amigo vai

embora ela veio para ficar no quarto de um

mas acontece que ela diz que vai ao banheiro e também entrará

no quarto de outro

moram 4 homens na casa

um já está no quarto os outros vão deitando aos poucos

cada um no seu tempo

Arthur, que veio de fortaleza.

Mário, o que nunca mais se soube

Roberto e Rafael

Todos eles, ela transa com todos nesta noite

entra no quarto de cada um

deixa que gozam dela

um por um

em diferentes horários da noite

até quase de dia

acham que são os únicos, que deram a sorte grande

o sonho dos estudantes

uma mulher que apresenta, do nada, o sabor tão esperado

entre as pernas firmes, as coxas de bronze forte

o sexo acontece mais uma vez e se repete na noite em silêncio,

eles se sentem livres por direito

aproveitam cada momento com a garota

ela sai e vai até o outro quarto vai no quarto

de cada um dos homens e transa com eles

pede silêncio, em todas as vezes

shiiiiiiiii

a garota dos estudantes

um por um

só o Rafael tem tv no quarto

ele vê quando ela entra com olhos de vampiro

o corpo arqueado, branco, querendo a morte

ele manda ela fechar a porta

ela zumbi aceita, recua

A garota também é um bicho assustada

está cansada do ataque

não tem mais forças para conseguir alguma coisa que não seja

bem fácil

a garota dos estudantes

ele vê de relance quando ela sai, assiste tv

ela samba com a cintura no espelho dentro do banheiro de

azulejos beje

pega o batom e escreve no espelho:

ao moço da televisão: você escapou. E sério

a todos os três: sou a mulher que te deu o sangue do vírus

a doença silenciosa a morte em todos os sentidos . Adeus,

distraídos!

Então sai pela porta, sentida, orgulhosa

Vai em busca do amigo lá embaixo

dormindo no carro

a dupla de perigosos

os amores enlouquecidos

nosso século perdido.

 

.

Categories:
  estreiaLucas Arantes