Fenda do Tempo

Marcelo AdifaBy Marcelo Adifa 2 anos agoNo Comments
Home  /  Marcelo Adifa  /  Fenda do Tempo
conexões novo 003

Obra de Paulo Vieira – conexões – acrílica e posca s/ tela

 

 

Pousa feito inseto na fenda do tempo

Aberta a ferida em que escorre ladino

Um pouco de sangue e a parte de pus

Que cabe a qualquer grave ferimento

 

Tenta cobrir suas mentiras com nuvens

E planetas recolhidos da loucura que é

Ver-se envolvido pelo passado quando

Na verdade deve mirar quem lhe sorri

 

Sem asas o voo mirra na distância cruel

De um pensamento que escapa ligeiro

E morre à frente confrontado o futuro

A loucura é véspera do entendimento

Já a mentira, objeto que foge ao controle

Fazem-na verdade conforme conveniência

Daqueles que querem definir sua história

 

A casa da mentira é a verdade

Nela reside tudo o que o homem

Gostaria de ter sido ou falado

 

É frágil o tecido que separa

O que pode ser dito ou vivido

E enquanto

        não decide em que acreditar

segue errático, perdido o caminho

no espaço e na imagem dos que

o querem confuso, o homem

e seus vis pensamentos 

 

 

Category:
  Marcelo Adifa
Marcelo Adifa

Marcelo Adifa nasceu em Sorocaba, interior paulista, em 1979. Como engenheiro é especialista em gestão de processos e segurança do trabalho, além de ser dos autores mais publicados no Brasil em sua área de atuação. Paralelamente à carreira de engenheiro, é letrista e músico parceiro de diversos ícones da MPB e também poeta e romancista. Foi ganhador do Mapa Cultural Paulista, um dos principais prêmios artísticos do Brasil, em três ocasiões, um em literatura e duas em música. Publicou em 2015 o livro de poemas “Exílio”.