eu te mastigo, entrementes

Romério RômuloBy Romerio 2 anos agoNo Comments
Home  /  Romério Rômulo  /  eu te mastigo, entrementes

tubarao

 

eu aferrolho os teus dentes

no vapor dos meus pudores

te carrego nos amores

e te mastigo, entrementes

 

retrato duro e cruel

nascer das tuas sementes

extrato bruto de fel

regado nas aguardentes

 

dos teus bordados solenes

que arrancam dores tementes

de infernos mais apagados

de deuses tão desolados

 

que eu me aferrolho aos teus dentes.

 

 

 

Category:
  Romério Rômulo
Romério Rômulo
Sobre

 Romério Rômulo

  (9 poemas no Verso Aberto)

Romério Rômulo é poeta e educador de Felixlândia-MG e mora em Ouro Preto, onde dá aulas de Economia Política na Universidade Federal. É autor de vários livros, entre eles: “Só pedras no caminho pedras pedras só pedras nada mais” (Lemi, BH, 1979); “Anjo Tardio” (Edição do Autor, Ouro Preto, 1983);” Bené para Flauta e Murilo” (Edições Dubolso, Sabará, 1990) e “Tempo Quando” (Dubolso, 1996); “Per Augusto e Machina” (Editora Altana, 2009). Também edita o blog Romério Rômulo.