eterno retorno à realidade (eu partiria, mas não consigo)

Marcos PizanoBy Marcos Pizano 1 ano agoNo Comments
Home  /  Marcos Pizano  /  eterno retorno à realidade (eu partiria, mas não consigo)
7509947400_7f37cd0613

Escultura em mármore tem a seguinte descrição “Satiro che si guarda la coda” – MUSEU PALATINO – ROMA, ITÁLIA.

 

a elegante mulher corteja o marciano

que era disfarçado político em fuga

a pequenina terra ofuscada reaparece

nem vejo a hora da última parada lunar

na chegada da nave iris lettieri acaricia

e o garoto exibe várias línguas no saguão

mas o piloto ainda não comandaria

ouve-se contidas gargalhadas no avião

da repórter das mentiras bem contadas

– é isso mesmo? é assim que tudo seria?

repentinamente, o mundo cala no tietê

ao fundo, o espirro de um único ônibus

não, espera aí!

há outra nostalgia

mais profundo, ainda ouço o piano

ah sim

em maior profundidade

a saudade em demasia

do amor que nunca mais voltou para mim

eu partiria, mas não consigo

dou sinal e desço do busão na primeira parada

madrugada escura e fria

penso em retornar a pé

e quanto mais eu ia

menos chegava

e o curupira ria

ria

e ria

 

 

Category:
  Marcos Pizano
Marcos Pizano

Marcos Pizano é jornalista e poeta de Timóteo, Minas Gerais. Parcipou do Movimento Poético de Governador Valadares, onde foi editor de Cultura do Diário do Rio Doce e ajudou a editar o folhetim “Varal”. Mora em Ribeirão Preto / SP, e é editor executivo da EPTV, emissora afiliada à Rede Globo. Edita o blog “Verso Aberto”.