Estação de reconhecimento

Adriane GarciaBy Adriane Garcia 2 anos agoNo Comments
Home  /  Adriane Garcia  /  Estação de reconhecimento

 

mariafumaca1

 

 

Esses gritos contidos
São pura bobagem
Comprei um bilhete
Para viagem
Refugiada feito quem
Teve a sorte
De chegar na hora exata
Em que passava o
Último vagão

Quem diria que eu
(Em minha terra rainha
De farrapos como se
Fosse mais ao Sul)
Iria chegar em nova
Estação
E inaugurar um paraíso.

 

 

 

Category:
  Adriane Garcia
Adriane Garcia
Sobre

 Adriane Garcia

  (14 poemas no Verso Aberto)

Adriane Garcia é de Belo Horizonte/MG, funcionária pública, historiadora, arte-educadora, atriz, escritora. Colabora no site Escritoras Suicidas e na Mallarmargens. Já publicou na Germina e Eutomia. Em 2013 venceu o concurso nacional de literatura do Paraná com o livro “Fábulas para adulto perder o sono” e publicou “O nome do mundo”, pela editora Armazém da Cultura. Em 2015 lançou “Só, com peixes”, pela Confraria do Vento. Em 2016 participou da Coleção Leve um Livro, com “Embrulhado para viagem”.