Elegia

Juarez Gomes de SáBy Juarez 4 anos agoNo Comments
Home  /  Juarez Gomes  /  Elegia
1

foto de Wanderson Alves

isso foi antes de sermos apresentados à dor e bebermos de seu cálice  até termos cirrose de solidão

 

 

a tudo quanto fomos e deixamos escapar
por entre nossos gestos
desprovidos de zelo 
por não termos sido afluentes do (a)mar
e ainda menos fluentes no silêncio
através do qual não soubemos nos ouvir

e como éramos lindos e puros
em nossas profanas genuflexões
no templo do suor e do gozo
onde deixávamos a mágoa
esvair-se em estertores

o mundo não nos cabia
a vida era uma esquina
a morte apenas um endereço desconhecido
e enquanto os outros brincavam de ter
mergulhávamos em nossa geografia
desbravando terras inabitadas
às quais povoávamos com  sementes
de nossos afetos

mas tudo isso foi antes
de sermos apresentados à dor
e bebermos de seu cálice
até termos cirrose de solidão

onde estás, não sei;
onde estou, não imaginas.
apenas sabemos onde estamos:
numa ilha, cercada de distâncias por todos os lados…

 

 

 

 

Category:
  Juarez Gomes
Juarez Gomes de Sá
Sobre

 Juarez Gomes de Sá

  (39 poemas no Verso Aberto)

Juarez Gomes de Sá é jornalista e poeta de Caratinga, Minas Gerais. Ele tem uma vida dedicada às letras e às pessoas. Escreveu os livros “Orgasmo das Pedras”, “Tratado do Silêncio”, “Travessia: Entre a Brisa e o Mar Revolto”, “Álbum de Família” e ”O Amor em 3 Tempos”, escrito em parceria com Maxs Portes e Lysias Leitão.