bento rodrigues, mariana, mg

Verso AbertoBy Verso Aberto 2 anos agoNo Comments
Home  /  Romério Rômulo  /  bento rodrigues, mariana, mg
2015-865902299-201511130017080122_RTS.jpg_20151113

 

romerio_romulo

 

 

O Verso Aberto recebe hoje mais um integrante mineiro: o grande poeta e educador Romério Rômulo. Ele é de Felixlândia-MG e mora em Ouro Preto, onde dá aulas de Economia Política na Universidade Federal. É autor de vários livros, entre eles: Só pedras no caminho pedras pedras só pedras nada mais (Lemi, BH, 1979); Anjo Tardio (Edição do Autor, Ouro Preto, 1983); Bené para Flauta e Murilo (Edições Dubolso, Sabará, 1990) e Tempo Quando (Dubolso, 1996); Per Augusto e Machina (Editora Altana, 2009). Também edita o blog Romério RômuloNa estreia, o apodrecido atoleiro de Mariana.

 

 

CUNH_WIWcAADKNP

1.

a dura terra de minas 

é mordida pelo ódio

da riqueza apodrecida

 

uns bolsos ficam tão cheios

de ouro, ferro, alumínio

topázios imperiais

terras raras, cal, nióbio

de carvões e gandarelas

mais topázios e aguaçais

 

e tantas e tantas bocas

de quase nenhum pedido

que só lhes traz a valia

de arrancar estas terras

 

quando muito ganham a lama

requentada e apodrecida

que lhes corta a vida quando

comem as carnes, em queda

 

as águas se avermelham

as bocas se estrebucham

e os corpos entupidos

viram outros logo então.

 

2.

dura terra que me come

com uns bois enlouquecidos

e umas  valas de ouro

a fazer o meu caminho

 

a terra que me recobre 

sempre produz sobressalto

no meu olho de tormenta

 

cada montanha é novelo

que foi costurado longe

e aqui se desenrola.

 

3.

sobra o direito da morte

onde a vida sempre falta.

 

 

.

 

Category:
  Romério Rômulo