baque de coração em dois tempos

Jozailto LimaBy Jozailto Lima 2 anos agoNo Comments
Home  /  Jozailto Lima  /  baque de coração em dois tempos
dor-no-peito

 

 

 

baque solto, baque bruto.

tum-tum de tudo tateia meu coração

pássaro-vigor, livre de espantos e

espasmos; de grilos, grilhões e alçapão.

 

baque solto, na força, no labor/labuto

longo, levado. livre de qualquer luto.

 

baque forte, pá; baque bruto de mão

golpe duro de pé; sopapo na vala da veia

 

ainda que ao fim da estrada e da luta,

de tanta sede e tanta ceia, tateie meu coração

pássaro-velho sem pluma, crivado de prantos

 

num baque fraco de pé, em baque frágil de mão.

 

 

 

 

 

 

Category:
  Jozailto Lima
Jozailto Lima

Jozailto Lima é baiano radicado em Aracaju, Sergipe. Lançou pela Editora Patuá o livro de poemas “Ainda os lobos” (2016), Também são na sua lavra “A Flor de Bronze e Outros Poemas de Mediamor” (1986), “Plenespanto” (1996), “Retrato Diverso” (2004), e “Viagem na Argila” (2012). Os três primeiros, premiados na Bahia e em Sergipe.