AO ARTISTA DE GÊNIO, COMO POR ESPELHOS

Fernando CamposBy Fernando Campos 6 meses agoNo Comments
Home  /  Fernando Campos  /  AO ARTISTA DE GÊNIO, COMO POR ESPELHOS
doriangray2

 

Portas-te como um vaidoso. És um vaidoso
cem por cento. Como um vaidoso,3531086532_024894f313
escreves tua história.

Eu, por exemplo, se tivesse

a genialidade
de um Mozart — o precoce de Salzburgo
(Que mãos! que ouvidos! Sinfonias, óperas e concertos!),
o êxtase da audição nos palácios,
o prodígio opus divinamente

a genialidade
de um Michelangelo — a disciplina do cinzel
sobre o mármore (– Parla, alabastro,
que os deuses te escutem e façam reverência!)

a genialidade
de um Pessoa — único e vários
a um só tempo,
o hétero-hiper-super-ortonímico muito além
de rosas e cruzes (Oh, Mensagem revelada,
lusitana sagração de um ideal, o veraz fingimento),
maior que o Sebastião retornado,
o portador do signo preciso descomplicando
a loucura e traduzindo os humanos mistérios
a genialidade

de um Nijinski — o mímico das estrelas
(leveza e força espargindo-se
em músculos, potência e nervos)
o galante dançarino, mística dos palcos,
corpo e alma escrevendo no ar
o mais sonoro, harmônico poema

eu, enfim, de minha parte,
seria também a personificação
da fina flor da vaidade.

Mas não posso: tanta elevação
é vertigem demais para os meus olhos.

Por oposto a mim, tu podes. Somente tu,
inefável gênio vinte e quatro horas
— soberbo, magnânimo, excêntrico –,
o suprassumo plus-ultra infenso a radiografias
e exegeses.

Tua grandeza situa-se além dos tempos
e mede-se a poder de quilômetros
de muito delírio e egometria dilatada.

E desta forma vais:
levas teu saber tua fé teu império
tua arte por mares nunca dantes navegados
por abismos e céus jamais confrontados.

Deves, portanto, suportar o peso
— o prêmio, o bronze —
da máscara da própria vaidade.

 

 

Category:
  Fernando Campos
Fernando Campos
Sobre

 Fernando Campos

  (14 poemas no Verso Aberto)

Fernando Campos é poeta mineiro de Bom Jesus do Galho e reside na vizinha cidade de Caratinga, desde 1984. É formado em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caratinga – FAFIC, onde também fez seu curso de pós-graduação em Língua Portuguesa. É casado, pai de dois filhos, e leciona na rede pública estadual, tendo trabalhado também em várias instituições de ensino particulares. É autor do livro “Insolvência – fragmentos de amor e morte e um esboço de despedida” (2015, Ed. Caratinga), entre outras obras ainda inéditas.