Amo-te

Fernando CamposBy Fernando Campos 2 anos agoNo Comments
Home  /  Fernando Campos  /  Amo-te

 

fire-and-ice-fantasy-love

Para Vera.

Amo-te de um amor ponderado, tranquilo
avesso à pólvora e ao alarido das guerras. 

Amo-te de um amor cândido, pueril, terno
tanto quanto
a borboleta ao seu delicado, diáfano
quase inexistente projeto de asas. 

Amo-te por anos a fio, desafios
ao ritmo da própria vida assim consumada
às vezes forte
às vezes nada
às vezes febre. 

Amo-te de um amor já diluído, espasmo, alívio
como a mais antiga das canções desesperadas
da qual só restasse
o perfume de acordes outrora produzidos
por cítaras e saltérios. 

Amo-te sem palavras, porque estas
perverteriam o amor e suas
nuances de mistério — falésias
em que doce é precipitar-se
etéreo
como pássaro ao vento. 

Amo-te tão simples e absurdamente
como quem ama uma estrela
vacilante
ao fim de uma tarde
ao fim de uma vida. 

Amo-te assim mesmo, nunca e sempre
numa injunção de sentidos
mas tanto tanto
tresloucado como um deus sem juízo
absoluto como um deus se concebe. 

 

 

Category:
  Fernando Campos
Fernando Campos
Sobre

 Fernando Campos

  (15 poemas no Verso Aberto)

Fernando Campos é poeta mineiro de Bom Jesus do Galho e reside na vizinha cidade de Caratinga, desde 1984. É formado em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caratinga – FAFIC, onde também fez seu curso de pós-graduação em Língua Portuguesa. É casado, pai de dois filhos, e leciona na rede pública estadual, tendo trabalhado também em várias instituições de ensino particulares. É autor do livro “Insolvência – fragmentos de amor e morte e um esboço de despedida” (2015, Ed. Caratinga), entre outras obras ainda inéditas.